Saltar para Conteúdo Principal

Immanuel - Deus Connosco: Uma Meditação sobre Isaías 7:14

Por Keith Boyette

Foto de Anthony Delanoix em Unsplash.

A encarnação é um elemento fundamental da fé cristã. O cristianismo ortodoxo, como confessado nos Credos dos Apóstolos e Nicenos, afirma que Jesus foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu da Virgem Maria. Deus o Filho entrou no tempo e espaço humano numa pessoa particular, Jesus, num lugar particular, Belém, num momento particular, durante o reinado do imperador romano, Augusto.

Confessamos que Jesus é ao mesmo tempo plenamente divino e plenamente humano - um mistério, mas uma realidade. O nascimento de Jesus cumpriu muitas profecias messiânicas, entre elas a principal a profecia de Isaías 7,14 - "A virgem conceberá uma criança! Ela dará à luz um filho e chamar-lhe-á Emanuel (que significa 'Deus está connosco')".

Reflectindo sobre esta profecia, o apóstolo João proclama corajosamente em João 1,14: "Assim a Palavra tornou-se humana e fez a sua casa entre nós" (NLT). Também amo a Mensagem parafraseando: "O Verbo tornou-se carne e osso, e mudou-se para a vizinhança". Vimos a glória com os nossos próprios olhos, a glória única, verdadeira do princípio ao fim".

Enquanto Deus continua elevado e erguido, aparecendo àqueles que acreditam em pilares de nuvem e fogo, falando a indivíduos especialmente escolhidos dos cumes das montanhas, revelando-se num sussurro, e envolvendo a Sua criação como o Senhor dos Exércitos do Céu, Ele também está presente de uma forma profundamente pessoal e íntima em Jesus. Na fraqueza e vulnerabilidade de uma criança, na vulgaridade de um carpinteiro, nas acções de alguém que se move de compaixão ao ver pessoas sem pastor, na conversa com cobradores de impostos e outros pecadores desonestos, no confronto com fariseus hipócritas, na ressurreição de um amigo próximo (Lázaro) dos mortos, e na cura de inúmeros outros de condições temíveis, Jesus demonstrou que a presença de Deus não habita apenas num Templo em Jerusalém, mas Deus está verdadeiramente com cada um de nós. Ele é Emanuel.

Jesus cumpre de forma única as promessas de Deus de visitar a humanidade no momento certo para nos salvar dos nossos pecados - a nossa alienação de Deus. Jesus realizou para nós o que nunca pudemos realizar para nós próprios. Jesus - Deus connosco - sozinho salva! Para sempre, sabemos que Deus tem visto a nossa viagem da nossa perspectiva. Ele "compreende as nossas fraquezas, pois enfrentou todas as mesmas provas que nós fazemos, mas não pecou" (Hebreus 4:15). Ele vive para sempre para interceder junto de Deus em nosso favor. Porque Jesus vive por toda a eternidade, nunca há um momento em que estejamos sós. Jesus Emanuel está connosco nas nossas alegrias e tristezas - nas nossas vidas e na nossa morte - enquanto nos conduz à comunhão eterna e descansa com ele. Por causa de Jesus Emanuel, podemos viver cada dia na esperança confiante de que Deus cumpre fielmente cada uma das suas promessas.

No rescaldo da crucificação, ressurreição e ascensão de Jesus, Paulo proclamou alegremente este "grande mistério da nossa fé" quando escreveu a Timóteo, Deus "foi revelado num corpo humano e vindicado pelo Espírito". Ele foi visto por anjos e anunciado às nações. Ele foi acreditado em todo o mundo e levado para o céu em glória" (1 Timóteo 3,16).

No Advento, celebramos não só o cumprimento da profecia de Isaías 7,14 na primeira vinda de Jesus, mas antecipamos o seu cumprimento contínuo quando ele regressar no auge da história humana. Emanuel estará mais uma vez connosco de uma forma profunda e pessoal. Ele prometeu regressar para restaurar a criação ao desígnio último de Deus - quando o novo céu e a nova terra forem estabelecidos e o velho céu e a velha terra tiverem desaparecido. Nesse dia, Jesus assegura-nos que "veremos o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu com poder e grande glória". E ele enviará os seus anjos com o poderoso sopro de uma trombeta, e eles reunirão os seus escolhidos de todo o mundo - dos confins mais remotos da terra e do céu" (Mateus 24:30-31). A nossa missão nesta estação é ser a vanguarda de uma tal reunião.

A visão de João do regresso de Emanuel na segunda vinda de Jesus assegura-nos que Deus estará connosco de outra forma única, como um grito do trono de Deus declara: "Olha, a casa de Deus está agora entre o seu povo! Ele viverá com eles, e eles serão o seu povo". O próprio Deus estará com eles. Ele enxugará cada lágrima dos seus olhos, e não haverá mais morte, tristeza, choro ou dor. Todas estas coisas desapareceram para sempre" (Apocalipse 21:3-4). O nosso desejo sincero pela chegada desse dia obriga-nos a rezar: "Vinde, Senhor Jesus!

A nossa relação pessoal com Jesus assegura-nos que nunca haverá um dia em que estejamos separados da Sua presença. De facto, Ele é Emanuel - Deus connosco! A nossa oração por vós tem sido para que possais experimentar um Advento abençoado, Natal, e Ano Novo cheio da presença de Emanuel.

O Rev. Keith Boyette é o Oficial de Ligação Transitório para o Igreja Metodista Global, o seu chefe executivo e oficial administrativo.

Este Post tem 0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de correio electrónico não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Voltar ao início